sábado, janeiro 05, 2008

Preto.

Eu disse:
Preto!
Preto!
Preto!
Ele não conseguiu não olhar...
Desenvelopou sua cabeça
E me olhou como se eu usasse
nomes santos em vão.
Encaracolou-se e voltou a dormir.

Um comentário: