segunda-feira, agosto 03, 2009

menos dois

Nua pelo que te veste
Fratura exposta
Carne crua
Quando me despe
Ao cobrir a tua

Imploro quanto custa
Quando cura
Essa proposta imatura
De me deixar sem lar
Nessa rua escura

3 comentários:

Isa F. (Simbologia Maldita) disse...

ótimo poema ;)

Isa F. (Simbologia Maldita) disse...

link do meu blog:


www.isafblog.blogspot.com

Nádia disse...

Post em escuta...ou seria "Prost....." em catarse ?rss bj