terça-feira, novembro 03, 2009

anteposto figurado

Gosto de ser a insônia de altas horas da madrugada
Gosto de ser a fera das noites enluaradas
Assombração das suas noites em claro
Mios de gatos perdidos pelos telhados
Gosto de te cortar na brisa fina
Ser o vulto nas sombras
E a sombra da neblina
Gosto de ventar suas folhas
Inventar fomes e secar pimenteiras
Gosto de te puxar pelas madeixas
Gosto de velar seu sono
Interromper seus sonhos
Com seu pé esquerdo a cair da cama
É meu nome que chama
Gosto de queimar sua voz
Gosto de tombar nós e nós.

Um comentário:

Pierre Bleu disse...

É inexplicável o efeito da madrugada.