terça-feira, junho 16, 2009

Demo-lição

Você desintegrou laços,
Calçou os sapatos,
Deteve meus passos.

Fez buracos no telhado,
Deixou-me descalço,
Pisando nos cacos
Dos seus rascunhos amassados.

Como passo o descompasso?

No meu relógio, o atraso,
Só descrença e descaso,
Do meu falso fracasso.

E eu ainda me faço,
Finjo-me de falso,
Mantendo-te no alto
Bem acima do salto.

Um comentário:

Jeferson Gota Cotrim disse...

Cara...
CARA!!!!
Fantástico isso...